sexta-feira, 15 de julho de 2016

MARTA, MARTA...

TER TEMPO É UMA QUESTÃO DE PREFERÊNCIA. Do que adianta o ser humano ganhar o mundo inteiro se depois vier perder a sua vida, a sua alma?

Muitas Martas, e muitos Márcios, bons sujeitos, honestos, trabalhadores vida toda, conseguem uma vida prospera do ponto vista econômico. Porém, vida terrena é passageira, e quando chega a hora ficam desesperados por um padre.

Eu em meus 17 anos de padre já estive muitas vezes à cabeceira de pessoas em sua hora derradeira...

Caríssimas, e caríssimos. Vamos escolher a melhor parte.

Jesus disse: ”Busque o Reino de Deus em primeiro lugar, e todo o reste te será dado de acréscimo”.

Muitos de nós, até ajudamos os necessitados. Damos comida, agasalhos, dinheiro, porém, não lhes damos ouvidos. Pois temos muita pressa, e como precisamos sair correndo, damos algumas moedas, e pronto. 

Precisamos prestar mais atenção nas pessoas que se dirigem a nós. Pode ser um esperto, um malandro, querendo explorar a nossa boa índole, o nosso dinheiro, assim como pode ser também um enviado de Deus, ou o próprio Jesus na pessoa de um mendigo, de um maltrapilho.

A nossa correria do dia a dia, nos rouba de Deus e de nós mesmos! Nossa preocupação em fazer, nos impede de “ser”: de ser amigo, de ser pai, mãe, esposo, esposo, filhos... E assim, vamos deixando as coisas mais importantes de lado!

O evangelho que a liturgia deste Domingo nos convida a refletir, chama a nossa atenção sobre a importância de dedicarmos tempo na escuta da palavra de Deus, é a partir desta escuta, vamos conhecendo a vontade de Deus, aprendendo a viver do jeito de Jesus!

Quando Marta reclama com Jesus, sobre a postura de Maria em não querer ajuda-la, Ele, com uma suave repreensão, acalma Marta dizendo: “Marta, Marta tu te preocupas e andas agitada por muitas coisas. Porém, uma só coisa é necessária. Maria escolheu a melhor parte e esta não lhe será tirada”!

Com estas palavras, Jesus não só corrige Marta, como também nos alerta sobre a importância de nossas escolhas! Devemos priorizar as coisas de Deus, antes de iniciar as nossas tarefas diárias, devemos primeiro, dedicar tempo a Deus, ouvindo o que Jesus tem a nos dizer! 

Deixemo-nos, pois, de nos preocupar com tantos afazeres, paremos um pouco, para ouvir Jesus, Ele nos fala a todo o momento, através das escrituras, dos acontecimentos, das pessoas... Se não tirarmos tempo para ouvi-Lo, a sua mensagem vai passando despercebida aos nossos sentidos.

Quantas vezes temos convidado Jesus para entrar na nossa vida, fazemos promessas, jejuamos, rezamos novenas, até O servimos na Igreja ou na comunidade, mas não paramos para fazer a nossa oração pessoal que é a oportunidade de aprender com Ele a palavra chave que nos oferece o remédio para curar as nossas enfermidades. 

Há muitas pessoas que entendem ser o trabalho uma oração, desde que ele seja para a glória de Deus, e isto também é verdade. Todavia, quando agimos assim, dentro de nós haverá sempre o silêncio e o vazio que a ausência da oração pessoal provoca. 

A ação que agrada a Deus é aquela que advém do nosso diálogo com Ele, pois só assim iremos descobrir qual é a nossa parte na Sua obra. O que fizermos com as nossas mãos, o que providenciamos com o nosso trabalho incessante, poderá passar, mas o que apreendermos com Jesus, será como um tesouro inesgotável que nunca nos será tirado. 

Deus também gosta de estar conosco e de nos ter aos Seus pés, isto é, diante Dele, recebendo o Seu carinho e a Sua atenção. Façamos, pois, hoje ainda o convite para que Jesus nos visite, porém deixemos de lado todas as preocupações para agradá-Lo e nos postemos quietos à Sua disposição para que Ele faça em nós tudo que é da vontade do Pai, pois somente Ele a conhece.

Um comentário:

  1. Maravilhosa partilha... Marta, Marta (Cora, Cora andas agitada...)

    ResponderExcluir

Related Posts with Thumbnails