sexta-feira, 15 de junho de 2018

BOA SEMENTE

Vivemos num mundo tão contrário à Palavra de Deus, cheio de injustiças, degradação moral, corrupção por todos os lados, que muitas vezes até desanimamos, e nos perguntamos será que vale a pena falar de Deus, se as pessoas não ouvem mais, quantas vezes ouvimos e pensamos: - esse mundo está perdido. 

Nesse evangelho que acabamos de ouvir Jesus comparou o anúncio do Evangelho com a semente que uma vez lançada na terra, vai germinando pelo poder de Deus. Temos a penas que semear é o Senhor quem faz Crecer. 

Queridas irmãs, e irmãos. Nunca desanimemos. Continuemos a semear a palavra de Deus, e confiemos no seu poder. Assim como a semente germina e cresce enquanto dormimos, a palavra de Deus por mais difícil que nos possa parecer, irá crescer e produzir frutos naqueles que as ouvir. 

Muitos pais dizem que os filhos nãos os escutam mais. Escutam sim. Eles fingem de surdos, mas um dia, quando talvez você já nem estejam mais por perto, eles irão se lembrar dos seus conselhos. 

Precisamos entender que o crescimento do Reino de Deus não é fruto apenas do nosso trabalho, mas muito mais é fruto da obra do Pai que nos enviou para esta missão. Façamos tudo o que estiver ao nosso alcance, e deixamos o resto com Deus! 

Infelizmente, a palavra de Deus incomoda a muitos que preferem viver sem limites, aborrece a muitos que escolheram um atalho achando que chegariam mais rápido à felicidade, levando uma vida desregrada e sem Deus! 

Eles ignoram que longe de Deus ninguém consegue ser feliz. 

Eles ignoram também que a nossa vida está dividida em duas etapas. E a menor etapa é a fase terrena. Sendo que a etapa maior, infinita e eterna, estará por vir e poderá ser no paraíso ou no inferno dependendo de como vivemos hoje. 

Mas atenção não nos coloquemos na posição de juízes. O papa Francisco nos diz que devemos aceitar a nossa irmã, o nosso irmão como eles são, e no momento oportuno ir mostrando a eles a verdade de Jesus, ir semeando a Boa Semente da Palavra de Deus em seus corações. 

Muitas vezes ficamos embaraçados diante da necessidade de dizer a verdade, ao nosso irmão. 

Pois, tem hora que é melhor ficar calado do que magoar alguém dizendo a verdade na cara. Diz o ditado: que quem fala a verdade não merece castigo. Ou pelo menos não deveria ser castigado. Porém, a realidade nos tem revelado, que falar a verdade pode nos custar caro. E que ser sincero demais, falar ao pé da letra, pode virar falta de caridade. Ser sincero não significa jogar na cara do nosso irmão os seus defeitos. 

Vamos com calma. Afinal, ser cristão, imitador de Cristo, é aceitar o irmão e a irmã com os seus defeitos, lembrando que nós também somos falhos, perdoá-los por isso, mas tentar, pelo menos tentar corrigi-los com amor fraterno. 

Que a pessoa corrigida se sinta amada, assim teremos muito mais chance de ter sucesso, caos contrário não estaremos semeando a Boa Semente, mas a erva daninha da mágoa e do rancor. 

Acima de tudo tenha paciência e confie na ação de Deus. 

Comparando o Reino dos céus com uma minúscula semente, Jesus afirma que o crescimento do Reino, começa a partir de pequenas iniciativas, pequenos gestos, poucas palavras, e muita confiança em Deus! 

Confie. As coisas acontecem na hora certa. Exatamente quando devem acontecer! Confie, nosso Deus não perde batalhas. 

Há algo de muito curioso que acontece com o bambu japonês. Lança-se à terra a semente, e aparentemente não acontece nada com a semente durante os primeiros sete anos. No sétimo ano, e por um período de apenas seis semanas, a planta do bambu cresce mais de 30 metros! Durante os primeiros sete anos de aparente inatividade, este bambu esteve a gerar raízes que lhe permitirão sustentar o espantoso crescimento. 

É muito comum encontrar pessoas que querem fazer mundanças rápidas nas suas vidas, e das outros, procurando soluções imediatas, sem entenderem que o êxito é o resultado de um processo de crescimento interno e que este, requer tempo. 

As obras de Deus se fazem de vagar e em meio a contrariedade, mas suas raízes são mais profundas, sua flores mais lindas e seus frutas mais saborosas. 

sexta-feira, 8 de junho de 2018

PECADO CONTRA O ESPÍRITO SANTO

Deus é amor e bondade infinita, portanto Ele perdoa todos os nossos pecados? Sim. Com exceção de um. 

O pecado contra o Espírito Santo. E como podemos pecar contra o Espírito Santo? 

A blasfêmia contra o Espírito Santo é a NEGAÇÃO DO PODER DE DEUS. 

Cuidado! O pecado contra o Espírito Santo não será perdoado. Aquele e aquela que rejeitar o poder de Deus, manifestado na pessoa de Jesus principalmente contra o mal, está pecando contra o Espírito Santo. E para tal pecado, Jesus disse que não haverá perdão. Ou seja. "...quem não crer já está condenado." 

Essencialmente, são 6 manifestações de um só e mesmo pecado: rejeitar a graça de Deus a ponto de proibi-Lo de nos perdoar e salvar 

Diz o Evangelho, em Mateus, 12, 32: 

“E, se qualquer disser alguma palavra contra o Filho do homem, ser-lhe-á perdoado; mas, se alguém falar contra o Espírito Santo, não lhe será perdoado, nem neste século nem no futuro” 

Os pecados contra o Espírito Santo consistem na rejeição da graça de Deus; trata-se da recusa da salvação, da rejeição completa perante a ação, os convites incessantes e as advertências do Espírito Santo. São pecados em que a bondade de Deus é colocada em questão. É pecado por pura malícia, contrário à bondade que é o Espírito Santo. A vontade da pessoa que peca é tão endurecida que ela não deseja a misericórdia de Deus e rejeita a Sua bondade. 

O pecado contra o Espírito Santo é imperdoável precisamente porque é o próprio pecador quem impede Deus de perdoá-lo. Como Deus respeita a liberdade com que nos criou, Ele respeita a decisão do pecador de negar-se firmemente a ser perdoado. 

O Papa São Pio X ensinou, no seu Catecismo Maior, que são seis os pecados contra o Espírito Santo: 

1º – Desesperar da salvação. 

2º – Presunção de salvação. 

3º – Negar a verdade conhecida como tal pelo magistério da Santa Igreja, quando a pessoa não aceita as verdades de fé (dogmas de fé), mesmo após exaustiva explicação doutrinária. É o caso dos hereges. Considera o seu entendimento pessoal superior ao da Igreja e ao ensinamento do Espírito Santo que auxilia o sagrado magistério. 

4º – Inveja da graça que Deus dá aos outros. A inveja é um sentimento que consiste em irritar-se porque o outro conseguiu algo de bom. 

5º – Obstinação no pecado é a vontade firme de permanecer no erro. A pessoa cria o seu critério de julgamento ético. Ou simplesmente não adota ética nenhuma e assim aparta-se da vontade de Deus e rejeita a Salvação. 

6º – Impenitência final é o resultado de toda uma vida de rejeição a Deus. O indivíduo persiste no erro até o final, recusando arrepender-se e penitenciar-se, recusa a salvação até o fim. 

Nem mesmo na hora da morte tenta aproximar-se do Pai, manifestando humildade. Não se abre ao convite do Espírito Santo.

sábado, 19 de maio de 2018

CHEIOS DO ESPIRITO SANTO

Ao final da Missa Dominical, três jovens queriam entender melhor a mensagem da homilia: 

Perguntaram ao padre na sacristia "Como uma pessoa pode se encher do Espírito Santo? Como se faz isso?" 

O padre, então sorriu para aqueles três jovens e disse: 

_ Vamos fazer o seguinte: vamos até o depósito da igreja para buscar uma peneira. Depois, quero que vocês vão até o rio e encham essa peneira com água. Quando conseguirem, vocês terão a resposta. 

Duvidosos, eles questionaram o padre: 

_ Peneira? Rio? O que você quer com isso? Você só pode estar brincando, né?! 

_ Apenas façam o que eu digo. Disse ele. 

Os jovens continuaram incrédulos, mas foram até o rio que ficava próximo à igreja. Lá, eles tentaram diversas vezes, mas não conseguiram pensar em alguma maneira de encher a peneira de água. Então, dois deles disseram: 

_ O padre está doido! Vamos embora, senão passaremos a tarde inteira aqui, tentando encher essa peneira. 

Um deles, porém, discordou e decidiu insistir: 

_ Não vou de jeito nenhum! Eu não quero voltar sem uma resposta. Quero saber como as pessoas podem ficar cheias do Espírito Santo! 

Então, ele ficou elaborando uma estratégia para conseguir encher aquela peneira com água, enquanto os dois amigos foram embora para casa. Horas mais tarde, o padre foi até a margem do rio e encontrou aquele jovem lá. Ele mergulhava a peneira e a levantava, várias e várias vezes. Ao ver o padre, o jovens falou com o semblante muito triste: 

_ Ah, padre... Quando eu coloco a peneira na água, ela até fica cheia, mas quando eu tiro, ela esvazia. É impossível mantê-la cheia, não dá! 

O padre disse àquele rapaz: 

_ Pronto, você encontrou a resposta! Você só conseguirá manter a peneira cheia quando permanecer com ela mergulhada na água. 

Já impaciente, o jovem retrucou: 

_ Mas o que isso tem a ver com ser cheio do Espírito Santo? 

Então o padre respondeu: 

_ Ora, da mesma forma acontece com o Espírito. Nós somos a peneira e a água do rio é o Espírito Santo. Só conseguirá ser cheio aquele que permanecer mergulhado Nele! É por isso que devemos sempre cantar louvores a Deus, mesmo em tempos difíceis. Dar graças ao Senhor em todas as circunstâncias e servir ao próximo, imitando o exemplo do nosso Salvador! 

"Não vos embriagueis com vinho, em que há contenda, mas enchei-vos do Espírito, falando entre vós em salmos, e hinos, e cânticos espirituais; cantando e salmodiando ao Senhor no vosso coração, dando sempre graças por tudo a nosso Deus e Pai, em nome de nosso Senhor Jesus Cristo, sujeitando-vos uns aos outros no temor de Deus" (Efésios 5:18-21)
Related Posts with Thumbnails